Bruxismo: você sabe o que é?
Qualidade de vida Saúde Bucal

Bruxismo: você sabe o que é?

O bruxismo é um distúrbio funcional relacionado ao movimento de ranger os dentes, seja durante o dia ou durante o sono.

Comum em crianças e adultos, o bruxismo pode até melhorar com o crescimento e avançar da idade mas isso nem sempre ocorre e muita gente acaba sofrendo com as dores e o desconforto provocados pelo bruxismo durante toda a vida.

Quer aprender mais sobre o que é o bruxismo e como tratá-lo? Confira!

Quais os sintomas do bruxismo?

  • Ranger dos dentes com a emissão de sons;
  • dor e fratura nos dentes;
  • desgaste do esmalte dentário;
  • dor na face, no pescoço e na musculatura da mastigação;
  • dor de cabeça;
  • alterações no sono.

O que causa essa condição?

Tanto fatores genéticos quanto ambientais influenciam o surgimento do bruxismo, com alguns fatores de risco já sendo reconhecidos:

  • personalidade ansiosa ou depressiva;
  • distúrbios de movimento, como a doença de Parkinson;
  • ambientes de trabalho competitivos e estressantes;
  • uso frequente de substâncias estimulantes, como café, energéticos e drogas;
  • consumo de medicações que afetam a transmissão dopaminérgica, como alguns antidepressivos.

O bruxismo traz alguma complicação para a saúde?

Além da dor e desgaste dos dentes, o bruxismo pode evoluir com:

  • destruição do osso que circunda o dente;
  • irritação do tecido gengival;
  • disfunção têmporo-mandibular (DTM);
  • aumento da sensibilidade dentária.

Bruxismo é igual a apertamento dos dentes?

Não exatamente. No apertamento dos dentes há um aumento da tensão na mordida, pressionando-se a arcada superior com força sobre a inferior, mas não há a movimentação ou o desgaste intenso da superfície dentária típicos do bruxismo.

Eu acho que posso ter bruxismo. E agora?

Se você tem sintomas compatíveis com os de bruxismo, a melhor coisa a fazer é agendar uma consulta com um dentista especializado em DTM para que ele possa avaliar seus dentes e diagnosticar essa doença.

No exame, o dentista observará principalmente a existência de estalos na ATM, a frouxidão dos ligamentos que sustentam os dentes, uma hipertrofia da musculatura da face, desgastes de esmalte e fraturas na coroa dentária.

Se necessário, o profissional pode ainda pedir algum exame de imagem que permita a visualização de perda óssea ou mesmo uma polissonografia, um exame feito em laboratório durante a noite que avalia o sono do indivíduo.

Como tratar o bruxismo?

Como o bruxismo é causado por diversos fatores, seu tratamento também deve abordar diversos aspectos da doença. Na maioria das vezes, o dentista recomendará o uso de um dispositivo sobre os dentes superiores durante a noite para evitar que os dentes sofram mais danos.

Para resolver o problema completamente, no entanto, é preciso buscar métodos que vão reduzir o estresse do dia a dia e relaxar a musculatura, como meditação, musicoterapia, massagens, banhos e outras atividades prazerosas.

Além disso, o acompanhamento psicológico, o controle de distúrbios de base como ansiedade e depressão e a redução do consumo de substâncias associadas à piora do bruxismo são essenciais para o tratamento a longo prazo. 

Ainda tem dúvidas sobre o bruxismo? Quer compartilhar alguma experiência? Conte pra gente aqui nos comentários!

Sobre o autor

Odontologia Íntegra

Deixar comentário.

Share This