5 dicas de higiene bucal que nem todo mundo conhece
Saúde Bucal

5 dicas de higiene bucal que nem todo mundo conhece

Você já está cansado de ouvir as dicas de higiene bucal básicas, que parecem ser sempre as mesmas? Mesmo assim, você se preocupa com a saúde dos seus dentes e pensa que não está fazendo o suficiente?

Fique atento: a seguir, apresentaremos algumas informações que você provavelmente não ouviu antes e que podem ajudar a verdadeiramente limpar sua boca. Confira estas 5 instruções simples:

1. Lave as mãos e enxágue a boca

Antes de qualquer coisa, é sempre muito importante lavar bem as mãos e as unhas com água e sabão. Elas são um dos maiores reservatórios de microrganismos que temos no corpo, e sua higienização é essencial para que não ocorra a passagem de bactérias novas para a cavidade bucal.

Enxaguar a boca antes de escová-la também é fundamental. Bochechar a água, antes da escovação, elimina resíduos de alimentos, impedindo que eles se prendam entre as cerdas da escova.

2. Escolha a escova ideal

Como você já sabe, as escovas de dente devem ser macias. Mas já te ensinaram que elas devem ter, no mínimo, 5 mil cerdas? Também é preciso preferir aquelas com cabos lisos para que a sujeira não se acumule nas borrachas e detalhes decorativos.

A tampa acrílica que recobre a cabeça é um acessório essencial, pois protege as cerdas e evita contaminações.

3. Higienize a escova e seu protetor de cabeça

Após a escovação, limpe a escova de dentes com água corrente, e retire o excesso de água batendo o cabo na borda da pia ou nas mãos, sem entrar em contato com as cerdas. Coloque apenas algumas gotas de antisséptico oral, que pode ser utilizado também em spray. O ideal é optar por aqueles à base de clorexidina 0,12%.

O protetor de cabeça, da mesma forma, deve ser higienizado com a solução antisséptica. É recomendado guardar as escovas separadamente e, se possível, dentro do armário, para que não fiquem expostas às inúmeras bactérias presentes no banheiro.

Lembre-se de enxaguar bem as escovas antes de iniciar a escovação, a fim de retirar qualquer resíduo de antisséptico ainda existente.

4. Utilize pouca pasta

Os comerciais nos deixam com uma vontade imensa de imitá-los, colocando aquele monte de creme dental, não é mesmo? Mas isso está errado!

Nossas dicas de higiene bucal já mostraram que o importante é a escova e não a pasta de dentes. Esta não deve ser abrasiva, já que pode desgastar os elementos dentários, e deve ser utilizada em pouca quantidade, como um grão de ervilha.

5. Complemente com escova interdental e unitufo

A escova interdental alcança as concavidades e irregularidades entre os dentes. Sua ponta limpadora é descartável e, por isso, tem menores chances de contaminação. Tem uma área de limpeza menor do que a escova normal, então deve ser apenas um complemento da escovação, usado para as áreas mais difíceis.

Ela deve demonstrar pressão ao deslizar entre os dentes. Se isso não acontecer, opte por uma ponta com diâmetro maior para que a limpeza desses espaços de difícil acesso seja realizada.

A escova unitufo é uma ótima opção para aqueles momentos que você está sem tempo ou longe de uma pia. Ela permite a retirada da placa bacteriana nas áreas de maior acúmulo. Quando passar a língua nos dentes e sentir que estão ásperos, escove com a unitufo. Não é necessário o uso de pasta de dentes.

Não se esqueça de fazer visitas frequentes ao dentista e de trocar sua escova a cada 3 meses. Se você gostou das nossas dicas de higiene bucal e quer estar em contato com mais informações como essas, curta nossa página no Facebook!

Sobre o autor

Odontologia Íntegra

Deixar comentário.

Share This